ÚltimasNotícias

FAMÍLIAS DE RAMILÂNDIA RECEBEM RECURSOS DO PROGRAMA RENDA FAMÍLIA PARANAENSE

28/07/2017


Inicialmente denominado Bolsa do Agricultor, o Programa Renda Família Paranaense visa promover a inclusão socioprodutiva de famílias de agricultores familiares em situação de vulnerabilidade social cadastradas no Programa Família Paranaense, através do repasse de auxílio financeiro e prestação de serviços de Assistência técnica e extensão rural, possibilitando a geração de renda e autonomia dos beneficiários, acesso as políticas públicas de cidadania, preservação do meio ambiente e melhoria nos índices de qualidade de vida.

Serão beneficiários do Programa famílias cadastradas no CAD único, com renda per capta de 75 a 150 reais mensais por componente familiar.

A avaliação das famílias será realizada por comitê local composto por profissionais do Centro de Referência da Assistência Social, como Psicólogos, Assistentes Sociais, profissionais da Secretaria de Saúde como agentes comunitários de saúde e extensionista da EMATER,  executora do programa.

Os valores recebidos pelas famílias variam de 2 a 3 mil reais repassados em duas ou três parcelas, que serão aplicadas da seguinte forma: A primeira parcela de mil reais é exclusivamente destinada para saneamento básico nas unidades rurais, visando melhorar a qualidade da água consumida através da implantação do sistema de proteção de nascentes, melhoria da canalização da água e armazenamento em caixas d’água específicas, bem como implantar sistema de tratamento de efluentes gerados pelas famílias, por meio de construção de fossas sépticas, caixas de gordura e outros sistemas de baixo custo e integrados ao meio ambiente, bem como também realizar melhorias nas instalações sanitárias.

As parcelas restantes serão destinadas a produção de alimentos para autoconsumo e venda dos excedentes, incluindo aquisição de sementes e mudas para horta, aquisição de animais para criação de gado de leite, construção de pequenas instalações para avicultura (frango semi caipira ou poedeiras), entre outras atividades. Nesta etapa, o objetivo é promover geração de renda através de atividades agrícolas e não agrícolas podendo, por exemplo, haver investimento na aquisição de máquina para costura, tricô, produção de peças de artesanato, equipamentos para prestação de serviços de alimentação, jardinagem, beleza, entre outras.

Segundo o extensionista da Emater no município de Ramilândia Danilo Cozer, espera-se que as famílias apliquem os recursos conforme o diagnóstico elaborado nas propriedades e que a ação venha a promover melhorias na qualidade de vida, proporcionando a segurança alimentar e nutricional, ampliação das fontes de renda, e que contribua para a inclusão social das famílias agricultoras.